Pesquisar este blog

Loading...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

SOBRE OS EXU

Exu Caveira

Você encontrará o Caveira sob o nome de Gad na bíblia, ele tem manifestação silenciosa e seu nome sumério é:Sergulath, quando cantar um ponto para esse Exu, você invoca esse nome e terá vibração.
Um espírito bom nem sempre é necessário sua incorporação, Você sentirá essa vibração quando seguir sua intuição.
Lembre-se o resultado dos trabalhos são melhores do que o conhecimento.

Sua oferenda deve ser colocada no meio do cemitério na cruz mestre, lembre-se é para o bem. Ele é muito bom para cura, pois logo atrás da cruz mestre rege a divindade da morte e da vida.

O Exu Caveira é possuidor de grandes poderes; favorece-nos e ensina-nos as artimanhas da guerra, a fim de vencermos os nossos inimigos.
Deve-se reverenciá-lo quando entrar no cemitério.
Sarava ao Omulu Rei! (O dono dos cemitérios). Sarava ao Exu Caveira (O encarregado de zelar pelos cemitérios) .

É auxiliar direto de Omulu Rei. Comanda 7 (sete) Exus, que indicamos abaixo, além de supervisionar os trabalhos de Exu do Cheiro, que comanda 49 (quarenta e nove) Exus:

Exu Tatá Caveira Exu Brasa Exu Pemba Exu Maré Exu Carangola Exu Arranca-Tôco Exu Pagão

Exus da linhagem do Caveira

Tatá Caveira, João Caveira, Caveirinha, Rosa Caveira, Dr. Caveira (7 Caveiras), Quebra-Osso


Exu 7 Capas

É o Exú da hora da passagem; responsável pelo corte do cordão fluídico no momento da morte. Vindo pela linha de divindades da mata.

Exu Corcunda

É o ancestral que rege dentro do cemitério fazendo seja malefícios e curas. Pode dentro da evolução vir como Tata ou ainda uma alma em crescimento.
Expecialista em criar situações de desengano médico.


Exu 7 covas

É um espírito que é de extrema violência. Causador de todo tipo de malefícios e acompanhado também pelos 9 anjos da solidão.


Exu Mór

É o Exu do Buião [Ibicuim]. Ancestral da riqueza, luxúria, orgias e da alta sociedade. Sua analogia é encontrada na etimologia de Baalzevuth, que em hebraico significa 'Senhor das moscas'. Quando ofertado as moscas antes da decomposição da carne e do animal sacrificado as moscas se apresentam em grande quantidade.


Exu das Matas

É um ancestral quase caboclo. Bom nas curas e limpezas das energias dos kiumbas. Suas manifestações se dá com a quebra dos galhos das árvores. Sua oferendas consite em frutas doces.

Na ordem dos comandados do Exu Kalunga, ocupa este Exu o nono lugar. A ele foi designado o trabalho nas matas, sendo esta a razão do seu nome nos diversos cultos da Magia Negra.
A este Exu solicita-se a proteção, quando uma pessoa amada foi para longe e desejamos a sua volta.
Os trabalhos devem ser feitos em lugares onde exista abundância de árvores, ou seja, nas matas.


Exu do Lodo


É o mesmo que Exu Nanguê da nação Keto. Este ancestral é o que devastou recentemente com lama uma região no outro lado do mundo. Provoca catástrofes naturais como lamaçais devastando tudo que encontra pela frente.


Exu Marabô

Tem conhecimento profundo de todos os planetas
Ele tem poder em cima de todas as mulheres e meninas.

É o fiscal das encruzilhadas onde nenhum outro Exu recebe sua oferenda sem antes ele analisar e aprovar. Marabô também responde dentro do cemitério e dependendo da evoluação tem características de caboclo.

Quem carrega esse ancestral tem características benéficas e dificilmente aprecia a prática de malefícios.

Fala e escreve perfeitamente o francês.
Quando incorpora num médium,
usa o nome de seu companheiro Exu Mangueira.
Sua apresentação é a de um perfeito cavalheiro.
Aprecia bebidas finas e os melhores charutos.


Exu Mangueira

É um ancestral africano, porém egípcio e revela segredos e desvela mistérios. Com as características tribais de cabelos pretos, muito alto e silencioso.

Sua apresentação é idêntica a de seu companheiro Marabô. Fala e escreve corretamente o francês. A única particularidade que possui é o fato de expelir odor de enxofre na sua incorporação. Aprecia bons vinhos e ótimos charutos. Esta entidade, uma vez invocada, jamais aceita ordens terrenas e, para se retirar, é necessário recorrer-se à entidades superiores que atendam o seu pedido.
No final dos trabalhos de Kimbanda, pedimos a esta entidade que proteja o nosso Terreiro.


Exu Morcego

É o Exu da morte, cura e vida. É ancestral do ar que desceu do céu para decapitar
os primeiros homens maias feitos em madeira.
Seu assentamento leva ferradura e ouro.
Ele representa o arcano 13 do tarô e guardião do umbral. É o ancestral que trás consigo o ritual da morte das paixões terrenas onde o homem sai da roda de sansara e entra na vida, ou seja em direção a luz.
É também o ancestral que aprisiona as pessoas apegadas as paixões terrenas e somente sai das cavernas quando realiza as verdades espirituais da vida.

Sua oferendas são realizadas em cemitérios e pântanos.

Este ancestral tem o poder de transmitir ou curar, à distância, qualquer espécie de moléstia. Os trabalhos são efetuados na hora grande, isto é, à meia-noite e, geralmente, na Magia Negra, onde são utilizados animais. Após o sacrifício esses animais estão sujeitos a contraírem, a raiva (hidrofobia), quando a finalidade desses trabalhos é feita com o propósito de enloque-cer algum oponente.
A sua apresentação é a de um enorme morcego. É o décimo primeiro comandado de Exu Kalunga.


Exu Omolu

Dono e Senhor dos Cemitérios
Que tem como auxiliar Sergulath [Exu Caveira] e Hael [Exu da Meia Noite]

Sua oferendas são postas na parte de trás da cruz mestre dos cemitérios, oferendando primeiro ao Caveira ou Hael na cruz mestre e na entrada para Exu Porteira.

Seguindo o comando de Caveira: Tatá Caveira, Braza, Pemba, Maré, Carangola, Arranca Toco e Bucons.

Seguindo o comando de Exu Meia Noite: Exu Mirim, Pimenta, Malê, 7 Montanhas, Ganga, Kaminaloá e Quirombô.

Este é um ornograma das falanges de Exus que trabalham sob as ordens de Omolu

Na cruz mestre do cemitério é a outra face de Exu Rei.


Exu Pedra Negra

É um ancestral quase caboclo. Muito cultuado na Umbanda e na Kimbanda dos caboclos.Também se manifesta como encantado. Trabalha muito para o bem e em limpezas espirituais.Numa encruzilhada de sem calçamento colocar oferenda bem no meio da rua uma vela acesa atrás da outra e depois vir derramando a cachaça ao lado das velas pedindo dinheiro.


Exu Quebra Galho

É um ancestral que 6 meses é masculino e 6 meses feminino. Especialista em uniões homossexuais e orgias. Aceita a oferenda em locais onde o 'verde' está mais florido.

É o segundo comandado do Exu Kalunga. Possui vários poderes, principalmente nas matas. A sua presença é logo sentida pelos estalos dos galhos. Também exerce forte domínio sobre as mulheres, incitando-as à prostituição. É a entidade mais solicitada neste particular.
Os trabalhos para separação ou amarração, são feitos num boneco de madeira tosca e entregue a esse poderoso Exu.



Exu Tiriri

É um ancestral que tem poder de provocar chuvas de granizo e é o mais rápido dos ancestrais. Excelente para negócios rápidos e sobretudo as naturezas do comportamento humano. Quem tem esse ancestral tem o dom de ser bom negociante com bons lucros.i

É companheiro do Tranca-Ruas, porquanto possui idênticas forças em seu comando.
Sua apresentação é de um homem preto,
cuja pele corroída pela bexiga (peste), é bem visível.
Grandemente evocado para os trabalhos a serem despachados
nas encruzilhadas, nos campos, nos rios e as vezes nos cemitérios,
embora não esteja em sua jurisdição (pois o mesmo pertence à Linha de Kavungo),
o mesmo é atendido porquanto as Linhas, Falanges, Sub-Falanges do mal têm entre si acordos neste sentido.


Exu Tranca Tudo

É um ancestral das orgias sexuais e negócios relacionados ao comércio sexual. Trabalha com uniões sexuais dentro dos feitiços direcionados ao amor.

Trás dinheiro com facilidade desde quando bem ofertado.

A força deste Exu está em conceder, quando solicitado, todo e qualquer tipo de festa.
A sua oferenda é galo preto, farinha misturada ao azeite de dendê, ovos cozidos e cachaça, podendo a oferenda ser depositada em qualquer lugar, que é sempre recebida com grande alegria.
Sua apresentação é na forma de uma anãozinho preto, cujos olhos se assemelham aos das aves noturnas, tais como a coruja, o mocho e outras.
É o décimo quinto comandado de Exu Kalunga.


Exu Tranca Rua das Almas

É a segunda pessoa de Exu Mór, sendo a sua posição idêntica à do Exu Marabô, com a mais alta responsabilidade no Reino dos Exus. A ele está designada guarda das entradas e de recintos onde se pratica a alta magia, É conhecido, também, na gloriosa Umbanda, por Elio.
Em todas as reuniões espirituais o Exu Tranca-Rua mantém proteção, com a sua guarda de choque, contra os kiumbas, que procuram deturpar o bom andamento dos trabalhos. Assim sendo, sentimo-nos na obrigação de saudar esta ancestralidade em primeiro plano ao darmos início aos trabalhos de Kimbanda, para que o ambiente sinta a sua proteção. Existem vários ancestrais que se apresentam como Exus Tranca-Ruas, porém os mais conhecidos são: Tranca-Ruas das Almas e Tranca-Rua de Embaré.


Exu Gira Mundo
Na classificação dos comandados por Exu Kalunga, ocupa este
Exu o oitavo lugar. Exerce toda sorte de influência na atividade humana, principalmente sobre os espíritos desencarnados, que ainda não compreenderam o seu estado atual. Esses espíritos são enviados por Exu
Gira Mundo, para perturbar criaturas humanas, que os médicos da terra declaram obssediadas.

Exu 7 Poeiras

Esta entidade apresenta-se em forma de "Duende", com roupagem na cor cinza escuro. Tem o poder de
fazer com que as pessoas vejam toda a espécie de animais, e a sua guarda também é para as estradas,
becos e caminhos nas matas.
É a sétima entidade comandada por Kalunga.

Exu Tranca Rua do cruzeiro

É a segunda pessoa de Mór, sendo a sua posição idêntica à do Marabô, com a mais responsabilidade no Reino dos
Mavambos. A ele está designado guarda das entradas e de recintos onde se pratica a alta magia. É conhecido, também, na gloriosa Umbanda,
por Elio.
Em todas as reuniões espirituais o Tranca-Rua mantém proteção, com a sua guarda de choque, contra kiumbas, que procuram deturpar o
bom andamento dos trabalhos. Assim sendo, sentimo-nos na obrigação de saudar esta entidade em primeiro plano ao darmos início aos
trabalhos de Umbanda, para que o ambiente sinta a sua proteção. E tem várias entidades que se apresentam como Mavambo Tranca -
Ruas, porém os mais conhecidos são: Tranca-Ruas das almas e Tranca-Ruas de Embaé.
Na vibração de cruzeiro ele aceita oferendas idênticas ao do Rei das 7 encruzilhadas.


Exu Brasa


O segundo comandado de Exu Caveira. Possui completo domínio sobre o fogo e a pólvora. É grandemente invocado na prática da Magia Negra


Exu Pimenta


É o segundo comandado de Exu da Meio-Noite. Grande conhecedor da liga dos metais e da química em geral Apresenta-se como um verdadeiro Mago, envolvido por um camada de vapores químicos. Sua presença é notada pelo forte cheiro da pimenta. Bebe cachaça até as bebidas mais finas.


Exu 7 Pembas e Exu Pemba

É o terceiro comandado de
Exu Caveira. Sua apresentação é a
de um verdadeiro Mago, trabalha
quase que exclusivamente na Magia Negra.
Suas especialidades são transmitir doenças
venéreas e facilitar amores
clandestinos.


Exu 7 Portas ou 7 Chaves


A apresentação deste Exu é na forma de uma nuvem enfumaçada, de
cor cinza-preto. É o encarregado de vigiar tudo o que está fechado à chave.
Quando solicitado, é capaz de abrir
qualquer fechadura ou segredo de cofre.
É o décimo terceiro comandado de Exu Kalunga.


Exu Ventania

Exu dos Ventos ou Exu Ventania

É o primeiro comandado do Exu Kalunga. Possui enorme força sobre os ventos ou tempestades de qualquer
natureza, tais como: granizo, maremoto, terremoto, etc.
Sua apresentação é na forma de um espírito negro, e sua conformação corpórea é perfeita, isto é, envolta numa nuvem de fumaça negra.
Na parte dos pés os mesmos não aparecem, apresenta a forma de um funil, semelhante aos ciclones e furacões.
O Exu dos Ventos trabalha, principalmente, com víboras, sapos e toda sorte de animais peçonhentos.
Pega filhos da Deusa dos ventos e do caboclo Ubirajara, pois também é conhecido como 7 Ventanias.


Exu Malé
É o terceiro comandado de Exu da Meia-Noite. Comanda uma poderosa Falange de Exus sendo muito invocado na prática de bruxarias em trabalhos realizados no Ritual de kimbanda dos Caboclos.
Apresenta-se na forma de um Preto-Velho, e em suas manifestações exala forte odor de enxofre. Fuma cachimbo ou charuto, e seu curiador é vinho ou marafo.


Exu Mirim
É o primeiro comandado de Exu da Meia-Noite. Sua apresentação é na forma de uma criança endiabrada, misturando-se em trabalhos ou festas, dedicados exclusivamente aos Ibejis, causando transtornos aos chefes de Terreiros. A sua atuação em trabalhos maléficos produz efeitos aterrorizantes, os quais nenhum outro Exu poderá desmanchar nem deles participar, pois, segundo a lei férrea da Kimbanda, eles são invulneráveis por serem consideradas normais as traquinagens dos Exus mirins.
Assim, somente eles próprios podem desmanchar os seus trabalhos maléficos, aos quais consideram brincadeira. A única maneira de se abrandar a fúria dos Exus Mirins, é presenteá-los com brinquedos e doces, anulando, desta forma, suas ações nefastas.
O Exu Mirim e sua poderosa Falange apreciam todas as guloseimas. Seu curiador é guaraná e licores açucarados.


Exu da Meia-Noite
Esta entidade é auxiliar direto de Exu Omulu (ou Omo-Ilu), ou ainda Omulu Rei. Comanda sete Exus e ainda supervisiona os trabalhos de Exu Meramael, que é conhecido na Kimbanda como "Exu Curado".
O Exu da Meia-Noite (Hael) é, também, encarregado de ensinar e decifrar quaisquer idiomas ou caracteres. Apresenta-se na forma de "daimon", com vestimenta quase idêntica, não dispensando o uso da capa preta e sendo reconhecido por seus olhos de fogo e pés de cabra. Da sua preferência em trabalhar na "hora grande" (meia-noite), surgiu o seu nome. Por esta razão, todos os Centros e Tendas espíritas costumam esperar, no mínimo cinco minutos após a meia-noite, para encerrar os seus trabalhos, devido a ronda que esse poderoso Exu faz nessa determinada hora.


Exu das 7 Montanhas
É o quarto comandado de Exu da Meia-Noite. Na Magia Negra a sua jurisdição de trabalhos está nas águas dos rios, das cachoeiras, e oriundas dos morros e montanhas
Sua apresentação é com roupagem de cor esverdeada, semelhante à do lodo. Sua presença é notada pelo forte cheiro de podridão. Aprecia um bom charuto e sua bebida é cachaça ou vinho tinto.


Exu Ganga
É o quinto comandado de Exu da Meia-Noite. Possui alto poder maléfico. Seus trabalhos são feitos exclusivamente nos cemitérios, tanto para o bem quanto para o mal, podendo o mesmo curar ou matar, conforme solicitação.
Apresenta-se com roupagem cinza e preta, sendo sua presença notada pelo forte cheiro de carne podre.


Exu Kaminaloá
É o sexto comandado de Exu da Meia-Noite. Seus trabalhos são quase idênticos aos de seu companheiro Exu Ganga, havendo diferença apenas na sua apresentação quanto à roupagem; aparece com traje de cor vermelho vivo.
O Exu Kaminaloá comanda a Kimbanda Mossurubi, sendo seus despachos, também, feitos exclusivamente nos cemitérios.


Exu Quirombó
É o sétimo comandado de Exu da Meía-Noite. Seus trabalhos são idênticos aos do Exu Mirim (Serguth), porém, sua preferência está em induzir mocinhas à prostituição.
Apresenta-se em forma feminina, para melhor resultado de seus trabalhos, embora possa modificar-se para o sexo opos-
to. É muito invocado na Magia Negra por homens sem escrúpulos, a fim de obter o amor pecaminoso e arrastar para a lama jovens inocentes.
Seu curiador é sangue de galinha. Gosta de adornos e. de cores berrantes.


Exu Curado
Esta poderosa entidade pertence à Linha de Omulu, mas é supervisionada por Exu da Meia-Nolte (Hael).
Profundo conhecedor de todas as doenças humanas, receita remédios com invulgar sabedoria, principalmente plantas medicinais e ervas.
Somente ao Exu Curado devemos recorrer em casos de doenças, porquanto jamais se engana nos diagnósticos e nas receitas.
Apresenta-se na forma humana, pretendendo, às vezes, passar por Preto-Velho. Fuma cachimbo e charuto, e seu curiador é marafo com mel de abelha.


Exu dos Rios

Também, como Exu Veludo, recebe as ordens diretas de Exu Rei das Sete Encruzilhadas. Sua jurisdição está nas beiras dos rios e riachos, onde é a sua morada. Todos os trabalhos efetuados nessa redondeza devem ser oferecidos a esta entidade. A sua apresentação é de Caboclo, mas logo é reconhecido pelas suas vestimentas de penas negras como um índio.


Exu Veludo

Esta entidade é assistente direta de Exu Rei das Sete Encruzilhadas), a terceira manifestação de Sua Alteza, o Maioral. Possui vibrante força mágica. Sua evocação é muito apreciada na Kimbanda e, principalmente, na "Magia Negra", pois, tem suas forças sempre prontas para proteger aos que recorrem à sua proteção.
Sua apresentação é a do mais fino cavalheiro, ricamente vestido num belo traje com gola de veludo, e um fino cachecol da mais pura seda de cor vermelha; também usa uma capa de veludo preta, forrada de cetim vermelho. Aprecia os melhores charutos, gostando de examinar os mesmos antes de se servir. Quanto à bebida, prefere o conhaque, exigindo que o mesmo lhe seja servido numa pequena bandeja. Extremamente forte nas limpezas das casas religiosas e de estabelecimentos comerciais.


Exu das 7 Cachoeiras

Este ancestral é muito conhecido nas casas religiosas de Kimbanda. Trabalha nas cachoeiras e é responsável pelos grandes abalos sísmicos. Aprecia charuto preto, e sua oferenda preferida é galinha d'angola, recheada com farofa no azeite-de-dendê.
É o quarto comandado de Exu Kalunga.


Exu 7 Cruzes

Este ancestral é responsável pelo zelo na entrada dos cemitérios, e para receber todos os espíritos dos suicidas e facínoras que aqui na terra cometeram, as maiores atrocidades. A esse Exu é entregue os pedidos, quando se deseja que alguma pessoa tenha morte violenta.
Embora o Exu das 7 Cruzes não faça parte integrante da Linha de Omulu, o mesmo tem o poder de transportar os espíritos ou pessoas para onde quizer.


Exu Pagão

É o sétimo comandado de Exu Caveira. Esta entidade é muito solicitada na prática da Magia Negra, pois, sua força e modalidade de trabalho fazem com que a dúvida seja acentuada no setor amoroso, provocando separações ou uniões ilícitas. Não é um Exu de evolução.


Exu Tronqueira

Este Exu é o encarregado da guarda das estradas, dos caminhos e da proteção das casas religiosas de Kimbandas e de Umbanda.
Tem, também, o poder de fazer as pessoas trocarem o dia pela noite, principalmente os jogadores e as garotas de programas...
É o sexto comandado de Exu Kalunga.


Exu 7 Pedras

É um Agente Mágico Universal, pois a ele deve ser solicitado toda a espécie de ajuda sobre a Alta Magia, encarregado que é dos "Taros Adivinhatórios", dos "Signos Zodiacais" e "Calendários Esotéricos".
Tem este Exu o poder de transmitir, quando solicitado, todo e qualquer assunto referente à sua jurisdição. É o décimo comandado do Exu Kalunga.


Exu dos Cemitérios

Embora não pertencendo à Linha de Omulu, trabalha este Exu, ativamente, nos cemitérios. Tem grande poder de ressuscitar os mortos, e a sua irradiação (tanto para o bem como para o mal), pode curar ou transmitir a "Peste da Varíola".
O Exu dos Cemitérios apresenta-se envolto num manto preto e vermelho, com listas horizontais. Pois, embora trazendo a pele bexigosa, a mesma não é negra.
É conhecido, também, por Exu
Coquinho do Inferno.
É o décimo segundo comandado de Exu Kalunga.


Exu 7 Sombras

Tem este Exu o poder de tornar invisíveis pessoas e objetos, como também retornar ao seu primitivismo. Grandemente solicitado na Magia Negra, trabalha como caboclo na Kimbanda dos caboclos kimbandeiros, nos trabalhos de desmanchar malefícios. Apresenta-se na forma de anão. Aprecia suco de folhas com açúcar e cachimbo de barro, com ótimo fumo. Gosta de comer formigas. As oferendas devem ser postas perto de formigueiros, de preferência na sombra.
É o décimo quarto comandado de Exu Kalunga.


Exu Capa Preta

As atribuições deste Exu consistem em fiscalizar todos os caminhos, provocar a desarmonia entre os membros de um Terreiro e derrubar o seu chefe.
Apresenta-se envolto numa capa preta, daí o seu nome. Sua oferenda preferida é carne crua, de preferência carne de porco; como bebida, cachaça. Grandemente evocado na Kim-banda, possui grande poder maléfico, do estilo de faca de dois gumes, isto é, trabalha tanto para o bem como para o mal, conforme for solicitado.
É o décimo sétimo comandado de Exu Kalunga. É muito solicitado para resolver problemas judiciais. Trabalha com Caboclo Cobra Coral na
Kimbanda dos caboclos kimbandeiros.


Exu Marabá

Este Exu tem grande poder sobre os fenômenos astrais, principalmente nas fases da lua. Esta entidade não deve ser invocada na força da lua, pois, se o médium não tiver a prática necessária, estará sujeito a ficar desequilibrado. Sua força atinge a vários setores, e aceita qualquer trabalho, tanto para curar como para matar. Além do mais, pode irradiar fluidos provocadores do sono em vigias, causando grandes perturbações
£ o décimo oitavo comandado de Exu Kalunga.


Exu Tata Caveira

É o primeiro comandado de Exu Caveira, e apresenta-se na forma de seu chefe. É um ancestral que trabalha mais para o mal, tendo facilidade em corromper todos aqueles que fazem uso de bebidas alcoólicas, drogas, entorpecentes etc.

Entretanto ele como alma de chefe kimbandeiro pode curar e revelar os segredos dentro da feitiçaria.


Exu Carangola

É o quinto comandado de Exu Caveira. Muito invocado na Magia Negra, porquanto o mesmo comanda os rituais e ritmos Kabalísticos, fazendo com que as pessoas dancem e dêem gargalhadas histéricas. Aprecia bebidas ácidas, não desprezando a cachaça. Seus despachos podem ser feitos nos cemitérios ou nas encruzilhadas.


Exu Arranca Toco

É o sexto comandado do Exu Caveira. Não devemos confundi-lo com o "Caboclo Arranca-Toco", da Linha de Oxóssi.
O Exu Arranca-Toco possui força sobrenatural sobre as riquezas, podendo facilitar a descoberta de tesouros enterrados a quem solicitar os seus trabalhos.


Exu do Cheiro

Esta é uma poderosa entidade, pertencente à Linha de Omulu, porém, supervisionada por Exu Caveira. Apresenta-se na forma de uma criatura humana, coberta por uma camada fluídica. Em suas manifestações, conforme o trabalho, exala bom ou mau cheiro.
Sua bebida é bebida feita de essências de plantas aro-máticas; não aceita a cachaça, de forma alguma. A bebida africana 'marula' é excelente para agradá-lo. Os feitiços deste ancestral são fáceis de surtir efeito pelo fato de ser pelo aroma sua manifestação.
Comanda uma poderosa Falange de 49 Exus. Seu lugar preferido para os "trabalhos" é em jardins, ou lugares onde existam flores campestres.


Exu Lalu

Venerável ancestral, como é etimologicamente. Desperta a estrela apagada em pessoas de talento. òtimo para oferendas para o bem e progresso nas finanças e progressões artísticas. Também trabalha com vigor em cemitérios desmanchando malefícios criado por pessoas de inveja. Proveniente do Ijexá.


Exu Agbô

Ancestral que trabalha na Kimbanda Nagô e é protetor de terreiros como Exu Tronqueira. É invocado em final de oferendas.


Exu Xorokê

Durante seis meses é o Exu e seis meses é Nkosi Mavambo [Ogum]. É rei do ouro e da magia e trás aos seus adeptos muito dinheiro quando bem cultuado e fundamentado. Trabalha resppondendo muito bem na kimbanda Nagô.



FONTE MESTRE OLIVALDO DO EXU ROBERTO DO DIABO