Pesquisar este blog

Loading...

segunda-feira, 27 de junho de 2011

EXU 7 TREVAS

No Astral Inferior, Umbral, Meio e etc..., existem 7 planos vibratórios negativos, que são cuidados, organizados, administrados, policiados e guardados pelas entidades de esquerda da umbanda. Cada um desses planos corresponde a uma vibração negativa de um dos 7 sentidos negativos que se cultuados pelo ser humano, fatalmente o conduz, após seu desencarne, a uma dessas faixas de sofrimento.

Em cada um desses planos/lugares, existem os Exús responsáveis pela manutenção dele, bem como possuem a incumbência de para lá arrastarem (esse é o termo), os desencarnados que falham no cultivo da virtude positiva contrária à esse plano.

Cada Exú corresponde a um desses Planos e tem apenas compromisso com os seus Chefes desse Plano especifico.

Cada Chefe de cada Plano obedece ao Maioral. No caso do Exú Sete Trevas, ele é subordinado direto do Maioral, com a incumbência, autoridade e permissão de poder adentrar em qualquer um desses planos sem ser molestado, desde que obedeça as regras de cada Plano e de antemão, peca licença ao Chefe de cada lugar para adentrar.

Exú Sete Trevas não é superior aos Chefes de cada um desse 7 Planos vibratórios negativos.

A vestimenta astral desse Exú é totalmente de couro grosso avermelhado tendo como símbolo desenhado em seu peito esquerdo, uma cruz invertida na cor amarelo ouro e no centro dessa cruz, o desenho de um crânio.

Carrega em seu cinto e peito, armas e apetrechos de escolta de preso, pois uma das suas funções é a de transportar sofredor de um Plano para outro (por ordem de quem e para que ou quem, isso já é outro mistério que cerca essa entidade).

Quando da incorporação, tem como característica "arrebentar" o médium de dentro para fora, como se fosse um corpo maior ocupando um espaço menor.

É muito grande a sua forma astral, daí a impressão do médium incorporado apresentar estar maior do que é. Bebe e come de tudo que lhe derem. Fuma todos os tipos de charutos escuros que lhe derem, preferindo os maiores.