Pesquisar este blog

Loading...

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Mediunidade e incorporação na Umbanda

Quem é o medium?

Medium segundo Allan Kardec é aquele que possui algum poder de ligação em maior ou menos grau com o mundo espiritual. Com a prática e evolução do espiritismo descobrimos e aprendemos que existem diferentes tipos de médiunidade e cada uma tem sua função dentro do trabalho espiritual.


Alguns tipos de mediunidade:

  • Medium de sensibilidade é aquele que consegue sentir a vibração das entidades e identificar sua origem.
  • Medium de incorporação, é aquele que é tocado e sede sua energia e seu corpo para manifestação espiritual.
  • Mediuns videntes, são os médiuns que conseguem ver o que esta oculto, seja em sonho ou acordado é um tipo de mediunidade mais rara.
  • Médiuns de efeito físico, geralmente sentem o toque a temperatura no campo astral as vezes podem sentir cheiro ou outros efeitos físicos, é um tipo de mediunidade muito rara visto que poucas entidades atualmente se utilizam de efeitos físicos para realizar seus trabalhos.
  • Medium psicografo, geralmente ouve a voz dos espíritos ou mesmo deixa que os espíritos controlem seu pulso para se comunicar através da escrita, alguns chegam a compor obras de arte.
Cada pessoa é um universo complexo e a mediunidade de cada pessoa é diferente e complexa, existem muitos outros tipos de mediunidade e não é raro uma mesma pessoa ter uma combinação de vários tipos, principalmente a medida em que se trabalha e desenvolve seu potencial mediúnico


Mediunidade de incorporação

A incorporação é a base da umbanda, as características dos guias que escolhem seus "cavalos" para se manifestarem nos terreiros vem se mantendo e evoluindo a centenas de anos (bem antes de Zélio), porém muitas pessoas, principalmente iniciantes e infelizmente até alguns mais antigos ainda acreditam que se a pessoa não incorporar logo ela não é médium e só servira no trabalho como cambone ou como ogã...
A verdade é que cada pessoa é um universo complexo, que tem os seus próprios guias que o acompanham a varias vidas, muitos desses guias não são doutrinados e muitas vezes esses médiuns ainda não estão preparados para incorporar, seja por medo, seja por preocupações que atrapalham a sua mentalização de vibrações...
Todas essas coisas devem ser trabalhadas e identificadas pelos zeladores de santo, o pai e a mãe de santo deve entender e conhecer seus filhos, identificar o que dificulta a passagem dos guias e trabalhar para resolver o problema.
Hoje em dia já sabemos que todos somos médiuns em maior ou menor grau e podemos trabalhar nossa potência mediúnica com práticas rituais e com uma vida regada aos moldes do princípio espirita.
Uma coisa pouco observada é que há médiuns que não incorporam por causa do cruzamento de linhas, na sua ânsia por trabalhar logo sua caridade até mesmo por cobrança dos guias, o medium procura um terreiro que o desenvolva logo trabalhando em vários terreiros ao mesmo tempo, o cruzamento de vários mestres espirituais causam uma confusão espiritual na cabeça do medium que em alguns casos podem levar o mesmo a loucura.
Portanto zeladores, é importante manter seus filhos confiantes e trabalhar sempre com a sua mediunidade seja elas quais forem e caso ele não seja um médium de incorporação, trabalhe com os poderes que ele possui e quem sabe um dia com fé e dedicação ela possa a vir incorporar...

fontesLivro dos Médiuns - Allan Kardec